Buscar

7 DICAS PARA AJUDAR UM FILHO TÍMIDO

Atualizado: 23 de Abr de 2019

Nunca o rotulem como tímido nem o forcem a ser expansivo. Apoiem-no e elogiem os seus progressos. E tenham em conta que a timidez é uma característica inata da criança e que deve por isso ser aceite. Eis os conselhos do site americano BabyCenter.



Quando vão a casa de amigos esconde-se atrás de vocês durante horas, se os primos o convidam para brincar, foge, nas festas de aniversário fica num canto a ver os outros brincar. Mas como se deve comportar um progenitor com um filho tímido?

Antes de mais é necessário entender se este aspecto da personalidade se deve a uma fase momentânea. De facto pode ocorrer que esta timidez seja na verdade a ansiedade de separação que as crianças vivem quando começam a ser mais independentes dos pais, e pode durar mais ou menos até aos três anos de idade. Se por outro lado notarem que não se deve a um momento em particular, mas que a criança tem receio dos outros desde que nasceu, então provavelmente tratar-se-á de timidez. A primeira coisa a ter em conta é que o temperamento de uma criança é inato, e não pode ser alterado nem sequer pelos próprios pais. Algumas crianças nascem naturalmente expansivas e sociais, outras tímidas e reservadas. Durante muito tempo acreditou-se que o ambiente tivesse um papel fundamental na formação do carácter. Mas hoje os cientistas consideram ter descoberto os genes ligados à timidez, ao receio e a outros aspectos da personalidade. Assim o temperamento da criança é em grande parte um produto da sua neuroquímica. É por isso importante que os progenitores e parentes aceitem o seu carácter, dando-lhe talvez instrumentos para enfrentar melhor a sua timidez.

Eis o que fazer:


1. NUNCA ROTULEM A CRIANÇA DE TÍMIDA

É melhor não falar sobre a timidez da criança na sua presença. A ela poderá parecer uma crítica, fazendo-a sentir-se diferente dos outros. Ao invés, face a um comportamento seu pouco sociável, expliquem que precisa do seu tempo para se sentir à vontade com pessoas que não conhece. Procurem não pensar sempre no vosso filho como uma criança tímida. Se esperarem timidez, as vossas expectativas poderão influenciar o seu comportamento.


2. SEJAM COMPREENSIVOS

Ajudem a criança a compreender aquilo que está a sentir. Se se encontrarem numa festa de aniversário cheia de crianças aos gritos e ela se sentir intimidada, poderão dizer-lhe: “É difícil socializar quando os outros meninos são assim tão barulhentos, não achas?”. Isto far-lhe-á entender que a sua reacção é normal e que também os outros entendem aquilo que está a sentir.


3. ENCORAJEM-NA E EVITEM FORÇA-LA

Cada vez que a criança faz um esforço para socializar, por muito pequeno que seja, elogiem e encorajem-na. Se, quando forem a casa da tia, após estar escondida detrás da vossa saia durante 15 minutos decidir sorrir-lhe, digam-lhe: “Isto sim que é um belo sorriso. Tenho a certeza que a avó ficará contente”. E não comentem o tempo que foi preciso para que fizesse este passo. Avisem também os parentes e os amigos que deverão ter paciência, evitando forçá-la.


4. NÃO A CRITIQUEM

Nada deixa uma criança mais mortificada do que ouvir palavras indelicadas, mesmo que se creia estar só a gozar. Lembrem-se que não há nada a ganhar fazendo-a sentir-se mal por ser tímida. A timidez é uma característica sua, e não poderá mudá-la a vosso bel prazer.


5. FAÇAM-NA PARTICIPAR EM ACTIVIDADES DE GRUPO

Mesmo que se possa pensar que tal lhe fará a vida mais fácil, é melhor não deixar a criança longe das actividades de grupo. Provavelmente levará mais tempo para se pôr a brincar com as outras crianças, mas quanto mais for exposta a tais encontros, melhor aprenderá a geri-los e a achá-los agradáveis. Quando há uma festa de aniversário tentem chegar cedo, antes dos outros, de forma a que o vosso filho tenha tempo para relaxar e ambientar-se.


6. PLANEIEM TARDES ADEQUADAS PARA A CRIANÇA

Planeiem actividades pouco stressantes para fazer em pequenos grupos e em ambientes silenciosos ou familiares. Por exempro um bom lugar para ir é a biblioteca, talvez convidando um amigo de forma a que passe uma tarde agradável a folhear livros e a contar histórias.


7. NÃO SE PREOCUPEM: AO CRESCER TORNAR-SE-Á MENOS TÍMIDA

Não existe maneira de saber se a vossa criança manter-se-á tímida, mas inúmeras pessoas superaram a timidez da infância. De facto, segundo os investigadores, com o crescimento a experiência influenciará a personalidade mais do que a genética. Portanto, não se preocupem com o futuro. E concentrem-se em dar ao vosso filho todo o apoio e sustento de que necessita, de forma a prepará-la para enfrentar o mundo. Ajudá-la a sentir-se à vontade consigo mesma e dar-lhe confiança são as bases que levá-la-ão a ter sucesso na vida.



CRIANÇAS INDEPENDENTES

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Crianças Independentes